A teoria do valor-trabalho: as origens da economia marxista

Data: Domingo 24 de julho
Tempo: 17:30 - 21:00 BST

Marx revolucionou a economia política com a publicação de O Capital, no qual ele brilhantemente analisou o capitalismo em todos os seus aspectos e explicou por que ele inevitavelmente entra em crise. No entanto, Marx não tirou essas ideias do nada. Em vez disso, ele se apoiou nos ombros dos economistas políticos burgueses mais avançados: em particular Adam Smith e David Ricardo.

Esses dois pensadores propuseram a teoria do valor-trabalho, ou seja, que o valor do mercadorias origina-se do trabalho humano. No entanto, os economistas burgueses posteriores abandonaram essa teoria, porque suas implicações eram perigosas. Afinal, se os trabalhadores são a fonte de todos o valor, eles não deveriam reivindicar os frutos de seu trabalho?

Enquanto Smith e Ricardo estavam limitados por sua abordagem unilateral e burguesa da economia, suas ideias foram, no entanto, um grande avanço que Marx foi capaz de desenvolver e refinar com sua teoria da mais-valia, da qual se extrai o lucro. Isso lançou as bases para a economia marxista: a ferramenta de análise mais poderosa disponível para nós.

Leitura recomendada: Salário, Preço e Lucro - Karl Marx